DF: processo seletivo de professores temporários para 2021 está autorizado

A Secretaria de Economia possibilita até 340 mil horas semanais, o que pode significar 8,5 mil vagas. Detalhes ainda serão divulgados

O cronograma do processo seletivo simplificado (PSS) para professor temporário na rede pública de ensino do Distrito Federal para o ano letivo de 2021 ainda não está definido, mas o ponto de partida se encontra no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (28/05). A Secretaria de Economia, que autorizou a realização do certame, delegou à Secretaria de Educação a missão de organizar a seleção.

As indicações da publicação são incompletas até o momento, mas impressionam pelos números: estão autorizadas 340 mil horas semanais e o investimento calculado supera R$ 683 milhões. As especialidades e os locais de atuação deverão ser especificados no edital, por enquanto sem previsão de data para ser lançado.

Uma simples divisão das horas autorizadas por carga horária semanal de 40 horas de trabalho indicaria 8.500 vagas – número parecido com o dos substitutos chamados no início deste ano. Os salários ainda não estão mencionados, mas, no último PSS, eles variaram entre R$ 2.508,26 (20 horas semanais) e R$ 5.016,53 (40 horas semanais).

Última edição

O roteiro descrito no DODF para a próxima seleção segue os passos dos PSSs precedentes. A última edição foi em 2018, organizada pelo Instituto Quadrix. Os candidatos foram avaliados por prova objetiva com 100 itens, no estilo certo ou errado, das disciplinas de língua portuguesa, legislação, atualidades, bases legais e temas da educação nacional e distrital, temas educacionais e pedagógicos, além de questões de conhecimentos específicos para cada área de atuação.

Em 2018, as taxas de inscrições eram de R$ 60 para candidatos ao turno diurno (até 40 horas) e R$ 30 ao turno noturno (até 20 horas).

Concursados vítimas do coronavírus

Enquanto as condições sanitárias não permitam a volta às aulas no DF, 821 professores aprovados no último concurso, em 2016, não podem assumir os cargos para os quais foram nomeados em 6 de março. Quanto à perspectiva para 2021, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), ainda na fase de projeto, possibilita a nomeação de mais de 1.630 servidores efetivos na secretaria.

Fonte: Metrópoles

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Grupos
Fechar